You are here

Respostas às questões colocadas pelos naturais de Fanhais.

Vamos a seguir dar conhecimento a todos os interessados, nomeadamente aos naturais de Fanhais, sobre um assunto levado, pela CDU da Nazaré em 5 de Fevereiro deste ano, à Assembleia Municipal, depois de uma sessão pública que efectuámos, com o sentido de auscultarmos junto da população local as suas denúncias ao que, em seu entender, estava mal e era necessário repor em melhores condições.

Iremos também no próximo fim-de-semana, colocar em alguns locais do lugar de Fanhais, as informações em suporte de papel que aqui vos deixamos agora, pois entendemos que nem todas as pessoas têm acesso à informação aqui colocada.

Para que todos possam lembrar-se, deixamos novamente as questões e recomendações que na altura foram por nós colocadas na referida Assembleia.

“Considerações, informações e assuntos sobre as principais necessidades dos naturais de Fanhais para conhecimento e tentativa de resolução das mesmas.”

A CDU, através da auscultação feita há dias à população de Fanhais para apurar das dificuldades e necessidades sentidas na sua localidade, considera ser importante e urgente a resolução de algumas situações apontadas, que também entendemos serem de resolução rápida e barata financeiramente se forem feitas pelos serviços e órgãos competentes da Junta de Freguesia da Nazaré e Câmara Municipal, pelo que passamos a descrevê-las aqui.

Considerando que:

1º. – Na Rua 1º. de Maio existem esgotos a céu aberto há mais de sete anos para campos de cultivo de onde pelo menos uma família recolhe, ou recolhia, alguns alimentos. Esta situação é do conhecimento de alguns autarcas locais e já foi referida, em tempos, numa reportagem na TVI.

Ainda nessa rua, disseram que foi, e bem, asfaltada de novo, mas que não fizeram na altura esgotos ou valetas para apanhar ou conduzir as águas da chuva, indo estas para lugares mais baixos como; quintais, garagens e terrenos agrícolas. Foi lá dito, por alguém que disse saber, que na altura que fizeram a estrada alcatroada não havia mais dinheiro para concluírem as bermas.

Dizemos nós aqui. Pode ser que agora haja e se termine a obra. Era bom para as pessoas que lá vivem.

2º. – Referiram também que o esgoto da Estação de Serviço da BP na estrada de Pataias atravessa a estrada nacional 242 por baixo, e despeja a céu aberto para o pinhal em frente. (Esta questão foi mal colocada por nós na altura, por não entendimento do local correcto referido pelos populares. Foi depois reposta a verdade na Assembleia Municipal de 28 de Abril, com o nosso pedido de desculpas aos visados na questão mal formulada). Deixamos então a seguir a situação como ela deveria ter sido colocada.

2º. – Referiram também que o esgoto da Área de Serviço da A8, sentido Valado dos Frades – Leiria, está a despejar para uma zona florestal e de passagem desnivelada de peões, o que origina além de poluição ambiental um eventual prejuízo para a saúde pública. O facto de os detritos dos esgotos serem em grande quantidade na referida passagem desnivelada a mesma não pode ser utilizada pelas pessoas que por lá queiram e precisem de passar. Tendo sido já em tempos dado conhecimento disso à autarquia. Os serviços competentes devem investigar esta situação apontada, e a ser verdade a existência ainda desta situação devem agir no sentido de a solucionar.

Ainda referente ao mesmo tema, consideraram que os esgotos da povoação foram feitos há muitos anos, para uma população que agora é muito superior, tendo por isso dificuldade em drenar a quantidade produzida diariamente. Referiram ainda que os aumentos dos preços a pagar por este serviço exigem mais qualidade dos mesmos.

3º. – Na estrada que sai de Fanhais em direcção à Nazaré, existe um eucalipto de tamanho considerável que pende para a faixa de rodagem e que obriga a desvio para a esquerda dos veículos pesados que ali passam, obrigando estes a entrar na faixa contrária, podendo por isso ocasionar algum acidente. Consideraram que o melhor era cortar a parte perigosa ou mesmo o dito eucalipto.

4º. – Ao nível da limpeza das ruas, só existe um funcionário para toda a povoação e quando este está de férias ou doente não há mesmo ninguém que faça esse trabalho, ficando as ruas ainda mais sujas.

5º. – Foram alcatroadas algumas artérias de Fanhais. No entanto, falta asfaltar e colocar esgotos e valetas em toda a estrada que vai do Lar de Idosos até à saída para o lado de Pataias. Disseram ainda que este troço está em muito mau estado.

6º. – Informaram que a Rua da Liberdade e Rua do Emigrante, também não têm asfalto nem valetas.

7º. – Referiram que há muitas ruas na povoação em que a calçada grossa está demasiado polida pelo uso e pelos anos e causa por isso dificuldades aos utentes em dias de chuva, pois escorrega muito, tornando-se por isso perigosa.

8º. – É urgente a construção de uma lomba na rua da Liga dos Amigos de Fanhais junto às escolas, para obrigar a reduzir a velocidade dos automobilistas que não cumprem a velocidade obrigatória assinalada para o local. Dizem que só por sorte ainda não aconteceu ali uma tragédia, tal a velocidade a que alguns ali circulam.

9º. – Informaram que existe há algum tempo uma tampa de esgoto partida, na estrada, junto ao túnel para o Casal da Areia.

10º. – A Lagoa de Fanhais, depois de um grande investimento que lá se fez para a limpar e drenar, está abandonada, suja, tapada e sem drenagem das águas.

11º. – O Ringue de Jogos está completamente deteriorado e votado ao abandono, foram assinalados vários casos como o das balizas que não estão presas e as vedações estragadas criando por isso riscos para a integridade física de alguns, que, ainda assim, por lá se aventuram de vez em quando.

12º. – Falaram também da Habitação Social prometida há muitos anos. Exigem a conclusão das promessas feitas. Tal construção deve aparecer e deve ter custos reduzidos, de forma a manter os jovens naturais do lugar e não a fazê-los procurar Pataias ou Alcobaça para seguirem a sua vida como hoje está a suceder.

13º. – Para quando também o gás canalizado em Fanhais? Perguntaram. Se nos projectos das novas casas é obrigatória a apresentação de um projecto de gás canalizado, porque é que este ainda não chegou a Fanhais?

14º. – E para quando também uma caixa multibanco para a localidade, foi outra das faltas apontadas. Muita gente sente a falta desse serviço em Fanhais. No entanto alguém com conhecimento de causa e presente no local explicou. “Já por várias ocasiões se tentou a colocação dessa caixa. Em determinada ocasião, quando estava tudo encaminhado para a resolução, depararam-se com a dificuldade de não haver nenhum comerciante de Fanhais que aceitasse a colocação do equipamento no seu edifício”. Neste caso, em nosso entender, existe um conflito de interesses que só mesmo os locais podem e devem resolver para beneficio de todos. Não devemos no entanto deixar de o denunciar e pedir a mediação de alguma entidade local que possa ter mais peso nas negociações.

15º. – Relativamente ao fecho do Posto Médico em Fanhais, parte da população sente-se descontente e revoltada, pois ao fecharem essa valência, obrigam as pessoas que dele precisam a vir à Nazaré marcar consulta num dia para o dia seguinte, obrigando a que se tenham que fazer quatro viagens. Pois não é como se disse na comunicação social que todas as pessoas eram atendidas no mesmo dia e que estavam sempre lá vários médicos disponíveis.

Acusam a falta de informação que não foi dada atempadamente, e se for preciso manifestam-se também por uma nova unidade de saúde para a Nazaré.

16º. – Como se não bastasse, ao mesmo tempo que fecharam o Posto Médico, aumentaram os custos dos Transportes Urbanos e alteraram os horários dos mesmos, causando com isso alguns transtornos e aumento de custos à população. Foi-nos dito que os transportes para a Nazaré são caros e faltam. Exigem por isso, transportes gratuitos para, pelo menos, idas ao médico em horários compatíveis ou mais próximos das consultas e volta para casa. Pois a hora da manhã em que passa o transporte urbano é cedo para quem está doente e tem que ficar ao frio à espera que abram a porta do Centro de Saúde ou da hora da consulta, além de que, onde é deixado, também é longe para alguns se deslocarem a pé devido à doença e idade avançada.

Perante o exposto, solicitamos a esta assembleia que aprove o envio destas considerações, informações e assuntos à Câmara Municipal e Junta de Freguesia da Nazaré, no sentido de as mesmas através dos serviços competentes resolverem ou minorarem, com a brevidade possível e dentro das suas possibilidades, as falhas apontadas. Devendo os mesmos serviços, fiscalizarem eles próprios estas e outras situações que entendam poder causar mal-estar às pessoas ou atacar o ambiente, como parecem ser os casos. Fanhais também é Nazaré.

A CDU não vai deixar de fiscalizar a execução e os avanços que se fizerem para a conclusão dos reparos aqui deixados e só vai deixar de alertar as nossas entidades quando tudo for concluído.

Nazaré, 05 de Fevereiro de 2010

De facto foi o que fizemos durante este tempo. Fomos passando pelos locais assinalados e alertando para as coisas que ainda não estavam feitas. Foram feitas fotografias de alguns casos, eventualmente mais graves, e foram mesmo apresentadas e expostas pelo deputado municipal da CDU em reunião de Câmara. Podem ler aqui, as respostas entretanto recebidas dos serviços autárquicos do município da Nazaré. Na esperança de que o que ainda não está concluído depressa o seja, para bem de toda a população da Fanhais. Informamos também todos os naturais de Fanhais que não damos por concluída a nossa intervenção nesse local. Durante o resto do nosso mandato iremos acompanhando o que se for passando e não deixaremos de cobrar junto das entidades responsáveis as promessas aqui deixadas.

Podem continuar a contar connosco!

A Luta Continua!