You are here

Tornamos público mais um Acórdão do Tribunal de Contas.

Na defesa da população nazarena, da transparência, legalidade, boas práticas de gestão autárquica, a CDU da Nazaré deu a conhecer a todos os munícipes o anterior Acórdão do Tribunal de Contas (TdC) que arrasou o executivo socialista do município da Nazaré pela forma como foram feitos contratos-programa com a empresa municipal Nazaré Qualifica.

O presidente da câmara, Walter Chicharro, notificado pessoalmente, recusou prestar informação ao TdC alegando, entre outras, violações ao princípio da separação de poderes e autonomia do poder local.

Apoiado em assessorias jurídicas que custam a todos os nazarenos milhares e milhares de euros, a mordaça do “eu quero, posso e mando”, que Walter Chicharro impôs à Nazaré e aos nazarenos, não calou o Tribunal de Contas.

A CDU da Nazaré, logo depois do célebre plágio das Grandes Opções do Plano para 2014 e porque com isso ali se verificava a falta de capacidade para resolver os problemas da nossa terra, sempre afirmou: “o tempo nos dará razão”. Afinal os dois, o tempo e o TdC dão razão à CDU da Nazaré.

Na Assembleia Municipal da Nazaré, a CDU tem defendido que os contratos celebrados com a Nazaré Qualifica são, tão só, uma forma de a Câmara atribuir verbas à empresa municipal para que esta sobreviva.

Agora, o TdC, com uma decisão já transitada em julgado, dá razão à CDU e traz ainda mais luz à forma de gerir do actual executivo – o arrepio à lei.

A CDU continua e continuará a defesa da Nazaré e dos nazarenos, apesar do registo autoritário da liderança do Partido Socialista local, da sonegação de informação e da contínua falta de respostas às perguntas que esta estrutura política continua a colocar. 

Nazaré, 15 de Abril de 2017

O Grupo de Trabalho da CDU da Nazaré